Terrorismo Nutricional: cuidado com as "comprovações científicas"